abril 15, 2008

Animais planadores




Aqui, um péssimo exemplo de animal planador.

A locomoção aérea evoluiu entre os animais de dois modos, o vôo real e o vôo planado.Animais voadores e planadores evoluíram separadamente, sem um ancestral comum.

O vôo planado, em particular, evoluiu principalmente entre os animais das florestas tropicais da Ásia (mais especificamente em Bornéu) onde as árvores são altas e bem espaçadas.Não por acaso, um ambiente que favorece esse tipo de locomoção.Na América do Sul, não ocorre a presença de animais planadores, pois as florestas são muito densas, tornando o vôo planado impraticável por falta de espaço.

Vejam a seguir, uma interessante lista que pesquisei, de animais pouco comuns que praticam esse tipo de vôo.

Esquilo voador

Talvez o mais conhecido dentre os animais capazes de planar, estes simpáticos bichinhos são encontrados

em várias partes do mundo, desde o Ártico até as florestas tropicais do Sudeste Asiático.

De hábitos noturnos, a expectativa de vida desses esquilos é de seis anos na natureza e entre dez e quinze em cativeiro.Isso acontece devido a grande quantidade de predadores que existem em seu meio ambiente.

Para planar eles esticam as membranas existentes entre os membros superiores e inferiores e usam a cauda como estabilizador, podendo “voar” por mais de 200 metros.

Colugo (Lêmur voador)

Na verdade, este não é um lêmur e há muita discussão quanto a sua classificação.Alguns consideram os colugos um parentesco dos primatas e outros, dos morcegos.

Encontrados no Sudeste da Ásia eles são provavelmente os mamíferos mais adaptados ao vôo planado, com as maiores membranas geometricamente possíveis, que faz com que ele voe por mais de 70 metros com perda de altura mínima.

Peixe voador

A maioria das espécies de peixes voadores são marinhos e podem alcançar até 45 centímetros de tamanho.Existem espécies de duas e quatro “asas” que, na verdade, são suas barbatanas de tamanho exagerado.

Os vôos variam entre 30 e 50 metros, mas alguns já foram observados voando po centenas de metros utilizando as cristas das ondas.Eles podem fazer vôos em série afundando a cauda na água para criar impulso.

Uma espécie em particular, Exocoetus, é considerada um elo evolucionário entre o vôo planado e o vôo verdadeiro, chegando inclusive a bater suas “asas” durante o vôo.

Hatchetfish (Peixe voador de água doce)

À primeira vista, o que mais chama a atenção neste peixe, que vive desde o Panamá até a América do Sul, é o seu peito muito grande.

Suas grandes barbatanas peitorais estão associadas a músculos muito poderosos, o que o torna o único peixe tecnicamente capacitado para vôo real (não planado), mas ainda não se sabe ao certo até que ponto o peixe usa essa capacidade.

Seus vôos cobrem apenas alguns metros em linha reta, para escapar de predadores.Quem os cria, deve manter sempre o aquário bem fechado para evitar fugas espetaculares.

Sapo voador

Por viver em árvores altas, a evolução também se encarregou de dar alguns equipamentos extras a algumas espécies de sapo.

Com membranas entre os dedos das “mãos” e dos “pés” e flaps feitos de pele distribuídos em algumas partes do corpo, estes sapos estão completamente adaptados ao meio em que vivem, podendo voar com segurança de uma árvore para outra como, por exemplo, uma espécie de sapo da China, conhecida por seus vôos acrobáticos.

Lagarto voador

Também do Sudeste Asiático, este lagarto vive em árvores altas mas fazem seus ninhos no chão.

A membrana que possibilita o vôo desse lagarto forma um curioso semi-círculo que, em conjunto com os flaps de suas pernas, pés, corpo e cabeça faz com que seu vôo alcance até 100 metros, mas normalmente tendem a ficar entre os 20 e 30, metros que é o suficiente para voar de uma árvore para outra fugindo de predadores.

Cobra voadora

Cobras não deveriam voar, certo? Mas essa, infelizmente, voa.

Encontrada no Sudeste Asiático, Ilhas Melanésias e Índia, essa cobra é considerada de baixa toxidade (ah sim, ela é venenosa) e, por isso, tida como inofensiva para os seres humanos.

Seu mecanismo de vôo consiste em achatar o corpo, ficando duas vezes mais larga, assim, aumentando sua área de contato com o ar.

Em comparação, elas voam melhor do que os esquilos voadores e outros animais planadores, pois não possuem nenhum tipo de asa ou aerofólio que ajude a manter a altura do vôo e ainda demonstram algum tipo de controle do vôo como se estivessem rastejando no ar.

E aqui um vídeo bem legal onde podemos ver a cobra e o lagarto voadores e mais abaixo um outro vídeo de um bicho qué é metido a fazer de tudo.

[tube]ttz5oPpF1Js[/tube]

Fonte: Wikipedia

13 comments on “Animais planadores

  1. Stanley on said:

    Muito bom o post, é legal encontrar blogs com textos elaborados que proporcionam ao leitor novos conhecimentos. É aquela cultura inútil importante para todos :) . Foi o que encontrei aqui.

    • Muito obrigado pelo comentário.
      É o que faz valer à pena publicar coisas que tomam tempo de pesquisa.
      Volte sempre.Um abraço.

  2. daniela napoleao gomes on said:

    nao sabia que aviam tantos animais planadore e cobras a voar ! que medo!!! :boca:

  3. :clap: :hum: :-D :nana: :o ps:

  4. Pingback: Fotos de curiosos cangurus, esses vivem em árvores | bocaberta.org

  5. Ana Barbara on said:

    Nossa adoreii esse site, GENTE arrazou…

    Continuem assim até cobra voadora!!!uiii :boca:

  6. Ana Barbara on said:

    Parabens!!! :nana: :clap: :uia:

  7. Pingback: Peixe voador filmado em pleno voo | bocaberta.org

  8. Pingback: Três lagartos que se movem de forma diferente | bocaberta.org

  9. Anulador on said:

    Eu conheço outra cobra que voa, aminha sogra, pq ela é uma jararaca e uma bruxa ao mesmo tempo e como bruxas voam, então ela é uma cobra voadora…LOL

  10. Sergio Escarlate on said:

    Parabéns pelo trabalho. A lista de planadores é muito boa. Nunca achei todas juntos. Vai aí uma sugestão: talvez valesse incluir algo sobre répteis planadores primitivos.
    Mais uma vez: parabéns e muito ânimo.
    Sergio

  11. Parabens pelo site e pela matéria :D é só uma questao de tempo…milhoes de anos para falar a verdade para eles evoluirem e se adaptarem perfeitamente ao voo ( como os beija-flres,albatroses e morcegos ) isso se a espécie humana deixar….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>